Todo mundo já perdeu alguém.

Dizem que a perda é a parte ruim de amar o próximo.

Graças a Deus, eu nunca passei por isso. Mas meus humanos ainda sentem falta da cadelinha que cuidou deles antes de mim.

Contam que ela era uma peça, aprontava mais do que eu.

Isso é fácil, pois, como já disse, sou um verdadeiro nobre cavalheiro, um lorde, jamais descerei do meu patamar de superioridade.

Mas a garotinha já me contou que a Laykinha não era flor que se cheirasse.

Além disso, ela era muito gulosa e comia tudo que via pela frente: sapatos, pé de mesa, paredes e chinelos. Ela mais parecia um roedor do que uma canina.

Assim como eu sou louco por biscoitos. Adoro biscoitos!!! A Layka era vidrada num pão de queijo, fazia qualquer negócio para conseguir sua guloseima predileta.

Certa vez, o humano boy estava recebendo a visita de um amigo. Enquanto os dois estavam no sofá assistindo à TV, a humana mor preparou pães de queijo para eles.

Tudo corria na santa paz, a Layka, como sempre, afável e comportada na presença do visitante.

Só que a desaforada da mãe do menino não ofereceu a quitanda à pobre da Laykinha que poderia, até mesmo, vender sua alma para conseguir um “tequinho” daquele manjar dos Deuses.

Não é que, quando a egoísta deixou o prato cheio de pães de queijo com os garotos, a cadelinha, num ataque de fúria, já ficando verde, quase virando o Hulk, não se aguentou. Partiu para cima dos meninos, subiu no sofá, derrubou os copos que eles seguravam e avançou na visita para roubar o prato valioso que estava em suas mãos.

Imagine a cena! A Layka rendendo os dois meninos para afanar os pães de queijo. Enquanto o intruso não entregou o tesouro à destemida cadelinha, a  casa esteve sob o seu comando, que ferozmente, em cima do sofá, dava botes no menino desavisado.

Final da história. A gulosa comeu todos os pães de queijo, a visita foi embora apavorada de medo, e a humana mor ficou muito furiosa.

Também, quem mandou não repartir o pão com o irmão, né?!

Bem feito! Esses humanos merecem uma lição!

 

 

 

Fred

Sobre a Autora Ver todos Posts

Fred

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *